• Luciano Arruda

A importância de se vestir bem

Olá tudo bem?


Sei que você deve estar pensando que eu pirei para começar a escrever sobre esse assunto não é mesmo? Pois bem, estou aqui para mudar um pouco esse seu pensamento e mostrar como se vestir bem é importante para a saúde mental, e também demonstrar como essa tarefa não é difícil e muito menos cara.


Nossa sociedade é carregada de preconceitos, isso é um fato que pode ser verificado por todo mundo, todos os dias, e isso, infelizmente é muito difícil de ser revertido, principalmente em relação aos “pequenos” preconceitos do cotidiano, aqui não estou falando sobre racismo, homofobia ou xenofobia que são crimes, e sim pequenas situações em que é mais fácil nos adaptarmos às “normas” do que tentar mudar toda uma população.


As pessoas reparam na maneira como você se veste, sempre, pode ter certeza disso, alguns mais distraídos como eu podem ignorar isso, mas a maioria notará suas vestimentas seja lá onde você estiver.


As roupas dizem muito sobre nós, podem ser um uniforme que identifica a empresa onde você trabalha, o time que você torce, o estilo musical que escuta e às vezes até sua idade e humor naquele dia, em outras palavras, roupas são símbolos importantes que definem em parte muito de nossa personalidade.


Inicialmente criadas para serem uma proteção ao nosso corpo, tanto em relação a baixas temperaturas, quanto a possíveis contusões, as vestimentas com o tempo passaram a trazer um simbolismo em cada peça, seja ela a calça camuflada, a camiseta e jeans, a mini saia ou a velha jaqueta.


A vestimenta é muitas vezes vista na sociedade como um símbolo de status, vestir marca x ou y pode indicar sua condição social na visão das pessoas, assim como vestir um terno pode indicar seriedade e respeito, embora a ideia seja extremamente polêmica e controversa, é assim que acontece na “vida real”.


Em muitas situações de nosso cotidiano existe um código de vestimenta, e não me refiro aqui somente ao ambiente profissional não, observe a entrada de algum evento musical ou esportivo e confira se não há um “dress code” por lá também.


Era aqui que eu gostaria de chegar, primeiro me deixe explicar um pouco a questão psicológica por trás das roupas.


Nós humanos somos seres sociais (bem alguns nem tanto, mas isso não vem ao caso), precisamos estar inseridos em algum grupo sempre, nas diversas fases de nossas vidas, e podemos pertencer a vários grupos ao mesmo tempo, e muitas vezes para que isso ocorra é necessário se adequar a certas normas de vestimenta também.


Vou dar um exemplo para deixar a coisa mais simples… Eu sou um fã de Heavy Metal e muitas vezes comecei a conversar com algumas pessoas por aí graças a uma peça de roupa característica dessa “tribo urbana”; a camiseta de banda, no geral ela demonstra para mim que tal pessoa deve ser admiradora da mesma banda que eu.


E o que acontece quando você está inserido em algum grupo? Vou falar brevemente para não misturar muito os assuntos, mas você tem maior liberdade de se expressar, ser aceito, entendido, e por isso você provavelmente terá um ganho de autoestima. Pensando dessa maneira não é exagero afirmar, mesmo de maneira simplória, que sua roupa eleva sua autoestima.


Então chegamos aqui a um benefício do se “vestir bem”, melhorar a autoestima, pensando bem eu diria que chegamos a dois benefícios, ser aceito em algum grupo com certeza também é muito benéfico, ou não?


Vou te falar então uma outra vantagem que a vestimenta pode trazer, sei que é polêmica e extremamente simbólica, mas a roupa traz credibilidade, seja sincera(o) imagine que você chega ao meu consultório e eu apareço para atendimento vestido com uma camiseta regata branca, chinelos e um calção de time de futebol, eu sou absolutamente o mesmo profissional, mas será que você vai me dar credibilidade? Ok sei que você é legal e dizer sim, mas quantas pessoas aceitariam ter uma consulta comigo enquanto visto essas roupas?


E tenho mais uma vantagem em se vestir bem, essa vai ser ainda um pouco mais polêmica, no entanto, precisa ser dita,a vantagem em questão é atrair olhares… Quando você está bem vestido(a) atrai muito mais olhares de aprovação, de admiração, e não minta para você mesma(o), isso te agrada demais não é mesmo?


Falei sobre algumas vantagens em se vestir bem, mas não vou terminar o texto aqui, vou caminhar um pouco além e te explicar o que é se vestir bem, e você verá como é simples, são apenas três regrinhas básicas, e não se preocupe você não vai precisar sair do seu estilo, perder sua individualidade, gastar um dinheirão ou mesmo começar a frequentar desfiles de moda.


Primeira regra: Tamanho


Vista roupas do tamanho certo para seu corpo, simples assim, o tamanho certo vai realçar melhor seu corpo, algo muito apertado ou curto vai te deixar desconfortável, algo largo ou longo demais vai te “engordar” e deixar com aparência de desleixo.


Segunda regra : Função da roupa


Lembra quando eu falei em estar inserido nos grupos, essa regra cai como uma luva aqui, use roupas adequadas a situação, se você vai em um show de rock vestir uma camiseta de banda irá fazer com que esteja muito bem vestido(a), se for a um casamento dessa maneira ( a não ser que seja temático) será o centro negativo das atenções. Se adeque ao ambiente, se é formal vista-se assim, de acordo com seus gostos lógico, se é informal idem, se exige um determinado código de vestimenta de adeque a ele, você terá o respeito e aceitação de todos.


Terceira regra: Material das roupas e relação custo benefício adequados.


Quando for comprar suas roupas não foque nas marcas, procure entender sobre os tecidos e sinais de qualidade em uma roupa, como os reforços nas costuras e a qualidade do material. Use roupas adequadas ao clima do local em que você está, vestir uma jaqueta no verão só irá te causar desconforto, idem sobre uma mini saia no inverno.


Nunca se endivide por roupas, não seja escravo das marcas, que tem como objetivo te empurrar centenas de peças todas as vezes em que as estações mudam, opte por roupas clássicas que não saem de moda, a calça jeans por exemplo, além de peças coringas que podem ser facilmente combinadas.


Compre mais qualidade e menos quantidade! Isso também ajuda demais as questões ambientais.


Viu só? Se vestir bem não é muito difícil e melhora demais sua vida e sua autoestima.


Uma boa semana para você!


PS- Bem antes que me esqueça, olhe em seu armário, se existe algo que não cabe em você ou não te agrada, faça uma doação dessa peça.


Escrito por Luciano Arruda, Psicólogo, fundador do Fluidez Mental, ele vem tentando se vestir bem na maioria das vezes, e diferente do que possa parecer, ele usa gravata em média a cada três anos, mas essa era a melhor foto que ele tinha :D, seu contato é: luciano@fluidezmental.com.br


7 visualizações
 

Formulário de Inscrição

©2020 por Fluidez Mental (Onde o pensamento é livre). Orgulhosamente criado com Wix.com