• Luciano Arruda

A lógica do Cisne Negro

Olá tudo bem por aí?


Hoje na dica cultural vou falar de um livro que não é sobre Psicologia, inclusive ele carrega críticas severas à nossa ciência da mente, no entanto é sem dúvida leitura obrigatória para qualquer Psicólogo ou estudante, deveria ser indicação da universidade.


Esse é um livro sobre certezas, incertezas e possibilidades é um livro sobre comportamentos humanos e fenômenos da natureza, é sem sombra de dúvidas uma obra que irá te fazer enxergar o mundo de uma maneira nova e diferente,em outras palavras é um livro que abre seus olhos.


Bem primeiramente eu preciso explicar o que seria um Cisne Negro descrito pelo autor, vou colocar aqui o que pude captar da obra, mas é lógico que durante a sua leitura você conseguirá entender mais e melhor todo o conceito.


Um Cisne Negro seria um evento transformador, algo fora da curva e do radar da maioria das pessoas, no entanto, não necessariamente totalmente imprevisível. Um bom exemplo de Cisne Negro seria a pandemia do Covid-19, embora estudada e prevista por alguns pesquisadores essa pandemia é algo muito impactante, mas muito pouco esperada.


Na visão do autor o Cisne Negro não é necessariamente um evento ruim, um bom exemplo seria o de uma banda de Metal com som agressivo fazer sucesso mundial, não é algo previsto, mas pode ser transformador para a cultura e a música. Os Cisnes Negros podem ser eventos pessoais também, como aquela promoção inesperada que você recebe ou ser contaminado por uma doença exótica.


Um ponto muito interessante abordado por Taleb em sua obra é o conceito de mediocristão e extremistão, explico, seriam dois universos distintos dentro do mediocristão e incidência de Cisnes Negros tende a ser muito baixa, ao contrário no extremistão todos estão expostos ao evento em uma escala muito maior, vou usar um exemplo próximo ao apresentado pelo autor: Um trabalhador assalariado tende a ter poucas variações em seus ganhos, está muito pouco exposto a tornar-se um milhonário e também tem um risco baixo de ter seus ganhos reduzidos à zero; por outro lado um autônomo pode ter uma variação extrema em seus rendimentos mensais.


E o que esse livro tem a ver com a Psicologia afinal?


Vamos lá: Taleb prega que seria interessante adaptarmos nossa existência a nos expormos a Cisnes Negros positivos, o que isso quer dizer? Correr riscos para atingir recompensas maiores, e agora me diga quantas vezes você não sentiu sua vida estagnada? E o que você fez/faz para se expor a uma possível mudança?Um dica da maneira como as coisas estão dificilmente mudarão sem que você dê uma ajudinha.


Outro ponto chave que ao autor nos traz é sobre o ceticismo, para mim uma das maiores qualidades que um Psicólogo pode ter, entender que tudo é incerto, que podemos nos deparar com um Cisne Negro que pode mudar toda nossa vida. É acreditar pouco em teorias fechadas, em regras pré definidas e procurar por padrões que são pontos fora da curva, é perceber que como diz o ditado popular “o diabo mora nos detalhes”, aquilo que ninguém enxergou pode fazer a total diferença.


Por fim cito uma ideia descrita por Taleb para explicar esse ceticismo, não devemos confiar em pessoas que se dizem especialistas em coisa imprevisíveis, tais como o mercado financeiro ou o comportamento humano (eis a crítica a nossa querida Psico). Se fosse simples assim todos os especialistas em mercado financeiro seria trilionários não é mesmo? E todos todos nós pobres Psis não quebraríamos a cara jamais :D.


Aceite que há coisas imprevisíveis e incontroláveis, e tente se expor ao sucesso, quem sabe um Cisne Negro bem legal não aparece no seu lago amanhã.


Um boa semana para você!


Escrito por Luciano Arruda, Psicólogo e fundador do Fluidez Mental, seu contato é: luciano@fluidezmental.com.br


21 visualizações
 

Formulário de Inscrição

©2020 por Fluidez Mental (Onde o pensamento é livre). Orgulhosamente criado com Wix.com