• Luciano Arruda

Dica cultural: Os Simpsons

Olá, tudo bem?


Minha dica cultural de hoje vai simplesmente para o melhor programa de televisão já produzido na face da terra em todos os tempos, os inigualáveis Simpsons.


Eu imagino que pelo menos alguma vez na sua vida você deva ter assistido pelo menos um episódio da famosa família amarela, caso contrário sinceramente não sei em que planeta você vive. É possível que você não goste da série, mas é impossível que nunca tenha assistido.


Eu não diria que exagero dizendo que os Simpsons fazem parte da cultura americana tanto quanto o Jazz, o Hip-hop ou o fast-food, é um dos maiores produtos de exportação cultural da terra do tio Sam.


E o que faz dos Simpsons algo tão especial?


Bem primeiro, é um programa muito engraçado, principalmente por partirem do princípio que o bom comediante é aquele que faz piada de si próprio, e nisso o desenho criado por Matt Groening é expert, ou você consegue imaginar um programa de televisão que pega pesado aqui no Brasil por exemplo com a própria emissora? Até já existiu, mas no mundo de amarras em que vivemos isso talvez nunca mais seja aceito.


Outro fator muito legal da série é não deixar pedra sobre pedra, tudo é abordado de maneira ácida nos episódios, a política, seja ela de qual partido for, as relações entre as pessoas, a família, a obesidade, as religiões, o mercado, tudo é abordado sem cerimônias. Deve existir uma máxima entre os editores de ser melhor cutucar a ferida do que ficar parado. Inclusive o episódio onde é feito uma sátira que ofendeu algumas pessoas aqui é simplesmente genial, se você é um dos ofendidos não entendeu nada da mensagem.


A riqueza psicológica dos personagens também é algo a ser ressaltado, todos os detalhes são pensados o que faz com o o casting traga figuras impagáveis e extremamente reais como o prefeito Quimby, o palhaço viciado Krusty ou a professora burocrática Edna Krabappel. Assistindo a série e observando a sua volta com certeza você encontrará vários e vários deles no seu dia a dia.


Falando em riqueza, todos os episódios da série são pensados em cima de referências da vida real, nada é criado simplesmente para o desenho, tudo tem uma razão de ser, o que alimenta até teorias da conspiração sobre o desenho fazer previsões futurísticas. a verdade é que assistir a série é ter uma aula de cultura a cada minuto, experimente pegar um episódio isolado e pesquisar todas as referências ali utilizadas, você irá se surpreender com tudo aquilo de curioso que irá aprender.


E por fim eu não poderia de deixar de falar como são engraçados os personagens que remetem a profissão de psicólogo, todos muito caricatos mas que representam muito os preconceitos sofridos pela classe, e muitas vezes alimentados pelos próprios profissionais, desculpe colega se você se ofende com esse personagens você não tem um mínimo de bom humor.


Embora a série tenha perdido um pouco a qualidade a acidez após a vigésima temporada eu continuo acompanhando sempre que possível, e torcendo para que novos episódios surjam ano após ano. Vida longa aos Simpsons, que sim são Psicologia pura!!


Escrito por Luciano Arruda, Psicólogo e fundador do Fluidez Mental é fã dos Simpsons há pelo menos vinte anos e já fez algumas amizades com pessoas do mundo inteiro por conta disso. Seu contato é luciano@fluidezmental.com.br









8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo