• Luciano Arruda

Um conselho preconceituoso e prejudicial

Olá tudo bem?


Hoje vou falar um pouquinho sobre um conhecido conselho que é vastamente propagado na internet: “ande sempre com pessoas bem sucedidas para ser uma delas”, e como esse comportamento pode ser ruim para você e as pessoas a sua volta.


Muito divulgado pelos famosos “empreendedores de palco” esse conselho carrega consigo uma carga grande de preconceitos negativos (sim existem preconceitos positivos) ao dizer que somente a companhia de “pessoas de sucesso” pode te fazer bem.


Primeiro ponto, o que seria uma pessoa de sucesso? Existem alguns parâmetros para medir o sucesso em alguém (qualquer dia falarei sobre isso), no entanto, creio que o pessoal que propaga esse conselho enxerga somente o sucesso financeiro, em outras palavras, quanto dinheiro a pessoa tem no bolso. Só para você ter ideia sobre sucesso alguém que perde 40 quilos com uma dieta é uma pessoa de sucesso, sem que esteja com o bolso cheio, entendeu?


Por que então você diz que esse é um conselho ruim?


Vamos lá, em primeiro lugar a diversidade nos enriquece como pessoas, ao escolhermos estar somente ao lado de pessoas “bem sucedidas” perdemos a oportunidade de conhecer e conviver com muita gente legal que nos ensinaria coisas interessantes e importantes para nossa vida, além do mais poderíamos também ensinar muitas coisas a essas pessoas, e ensinar é totalmente enriquecedor.


Outro ponto é que o tal conselho é anulado por si próprio, explico melhor, você não é “bem sucedido” e quer estar junto a essas pessoas para ser uma delas certo? Pois seguindo esse conselho esse pessoal não pode andar contigo, pois você seria “mal sucedido”, eles teriam que andar com “superiores” para crescer mais, complicado não é mesmo?


Agora vamos analisar um pouco essa questão de ser bem sucedido financeiramente, você pode obter esse status de diversas formas, trabalhando duro, tendo sorte, herdando uma fortuna, ganhando na loteria, casando-se com alguém rico, por meio de corrupção e crimes entre outros. Agora minha pergunta é, o que você aprende com alguém que chegou a riqueza por meio de golpes ou corrupção? É realmente isso que você deseja?


Assim como citei a sorte no parágrafo acima muitas pessoas dão azar nos negócios, você pode enxergar isso muito claramente com o ano de 2020, quantas pessoas não quebraram e perderam seus negócios e agora não são mais “pessoas bem sucedidas”? Agora somente porque alguém teve o azar de um vírus e uma pandemia mundial quebrarem seus negócio ele não merece mais sua companhia?


Vou falar um pouquinho também das consequências psicológicas desse conselho desastrado, você vai ver o perigo que isso pode causar.


Primeiro ponto; você! Será que você está mesmo preparado para só estar junto daquelas pessoas que você considera um sucesso, isso pode sim te ajudar, mas será que em algum momento não te fará mal? Será que você não sentirá o baque de não estar no mesmo “patamar” delas? Pense um pouquinho sobre isso e como pode afetar sua autoestima.


Agora vamos também pensar um pouco nas pessoas que não são bem sucedidas de acordo com esse parâmetro, elas merecem serem excluídas? Isso me parece até uma forma de eugenia não é mesmo? Aqui é ponto que digo que esse conselho é totalmente preconceituoso e perigoso, ao excluir alguém do seu ciclo de amizades por conta desse pensamento fique sabendo que você pode estar facilitando um suicídio por exemplo, você não tinha pensado nisso não é mesmo?


Imagine uma pessoa que segundo esses parâmetros não é “bem sucedida”, que por qualquer motivo que seja não consegue se dar bem financeiramente, ela precisa de ajuda, de apoio, de bons amigos, de ensinamentos e não ser abandonada a sorte e ignorada por não ter sucesso, o abandono nesse caso pode vir a ser um caminho para criar alguém depressivo, criminoso e até mesmo como dito no parágrafo acima levar a um suicídio.


Psicólogo não é necessariamente um conselheiro, mas vou te dar alguns conselhos legais, o primeiro é: Esqueça essa baboseira de só poder se relacionar com os “bem sucedidos” o que nos engrandece como seres humanos é conviver com a diversidade, e segundo lugar lugar observe se entre as pessoas que você conhece não existe alguém que você possa ajudar, fazendo isso tem certeza que você se sentirá muito bem sucedido e sem aspas aqui.


Uma boa semana para você!


Escrito por Luciano Arruda: Psicólogo e fundador do Fluidez Mental, seu contato é: consulta@lucianoarrudapsicologo.com.br



78 visualizações0 comentário
 

Formulário de Inscrição

©2020 por Fluidez Mental (Onde o pensamento é livre). Orgulhosamente criado com Wix.com