• Luciano Arruda

A Psico na cultura: Suicide Solution - Ozzy Osbourne

Olá tudo bem com você?


Hoje vamos começar uma seção nova aqui no blog, já temos uma chamada “dicas culturais”, nela indicamos algumas coisas legais que geralmente têm a ver com a Psicologia, e fazemos algumas homenagens a pessoas admiráveis.


Nessa nova seção vamos tentar analisar algumas obras culturais tendo a Psicologia como ferramenta, geralmente serão letras de músicas, mas futuramente vou tentar com outras coisas como livros e pinturas.


Então estreando nossa nova seção já vou começar com algo polêmico a música Suicide Solution de Ozzy Osbourne, não temos autorização para usar a letra completa, então para evitar problemas segue minha tradução livre e adaptada (não literal por favor), mais abaixo falo um pouquinho dela:


“Solução Suicida


O vinho é bom

Mas com uísque é mais rápido

O suicídio é lento com birita

Pegue a garrafa, afogue suas tristezas

que amanhã elas irão embora

irão embora


Maus pensamentos e ações

gelado você se afunda em ruínas

pensou que escaparia do ceifador

você não pode fugir do seu mestre e guardião


Porque você sente a vida irreal

Está vivendo uma mentira

uma vergonha, a quem culpar?

E você se pergunta porque

E pede pelo seu caixão

Há vida após o nascimento?

o que você planta pode ser o inferno na terra

o inferno na terra


Agora você vive dentro da garrafa

e o ceifador se aproxima correndo

ele te agarrou e você não percebe

o ceifador é você e sou eu


burlando as leis

batendo nas portas

mas não há ninguém em casa

faça sua cama

descanse a cabeça

lá você se deita e geme

onde se esconder?

suicídio é a única saída

você realmente não sabe do que se trata


O vinho é bom

Mas com uísque é mais rápido

O suicídio é lento com birita

Pegue a garrafa, afogue suas tristezas

que amanhã elas irão embora

irão embora”


Traduzida deixa eu falar primeiro um pouquinho sobre a música em si, ela foi lançada no álbum Blizzard of Ozz (1980), primeiro álbum solo de Ozzy após sua saída do Black Sabbath. Ela sempre causou polêmicas e em meados dos anos 80 Ozzy chegou a ser acusado nos EUA por apologia ao suicídio, sendo absolvido após o julgamento.


Vou deixar um link da música caso você não conheça:





Agora vamos lá, não se deixe enganar pelo título, julgar uma letra por ele é como julgar um livro pela sua capa, aliás antes de julgar qualquer coisa cabe pensar em todas as possibilidades possíveis, esse é um dos lemas da Psicologia, primeiro busque entender, depois busque mais um pouco, e só então comece a pensar em alguma hipótese.


Segundo as própria palavras de Ozzy essa letra foi escrita como um alerta, ela descreve o que aconteceu com Bon Scott, para quem não conhece, vocalista da banda AC/DC falecido por conta de uma overdose etílica.


Agora vamos tocar num ponto delicado, o suicídio, nem sempre ele ocorre de forma abrupta, em várias ocasiões a pessoa vai aos poucos se matando, é o que eu enxergo que a letra quer dizer.


O vazio existencial e a depressão são muito comuns em nossa sociedade, e muitas pessoas não conseguem buscar ajuda, acabam então encontrando em saídas destrutivas o alívio desses sentimentos, aí que pode ser descrita a “solução suicida” título da música, nesse contexto a letra é um alerta e não uma apologia ao suicídio, o erro do autor foi usar uma linguagem mais direta, talvez com intuito de chocar, mas que pode abrir margem para interpretações errôneas.


Quantas pessoas não buscam no álcool, nas drogas as soluções para seus problemas, seus vazios existenciais? E isso vale a pena? É CLARO QUE NÃO!! Esse é só um meio de auto destruição, você se afunda, percebe que o “ceifador” é você, como diz a letra, não resolve nenhum dos seus problemas e amplia a dor para todos que te amam, e sim, por mais que você possa não acreditar, você é importante para muita gente, talvez somente não tenha achado o meio correto de expressar isso.


Você está com problemas? Algumas dificuldade? Procure ajuda, converse com alguém que você confia, existe muita gente disposta a te ajudar a encontrar seu lugar de destaque no mundo. Quando se sentir mal não esconda, procure ajuda, não se entregue ao “ceifador”.


Esse assunto é pesado eu sei, caso se sinta mal mais uma vez procure ajuda, caso tenha alguém conhecido que mudou de comportamento converse com a pessoa, não abandone quem você gosta, não incentive o comportamento destrutivo e não se entregue, você é bem mais forte que isso.


Escute Ozzy Osbourne sem moderação, ele é um bom exemplo de como você pode mudar, leia sobre sua história, vai te ajudar a encontrar forças em momentos ruins.


Uma boa semana para você!


Escrito por Luciano Arruda, Psicólogo e fundador do Fluidez Mental, seu contato é: luciano@fluidezmental.com.br


6 visualizações
 

Formulário de Inscrição

©2020 por Fluidez Mental (Onde o pensamento é livre). Orgulhosamente criado com Wix.com