• Luciano Arruda

Explicando os Transtornos de Ansiedade.

Atualizado: Jun 28

Olá como você está? Espero que tudo bem, nesse artigo eu vou falar um pouco de alguns dos mais comuns transtornos de ansiedade, mas antes de começar eu preciso dizer, caso você venha sofrendo desses males procure ajuda médica ou psicológica (preferível as duas), pois são coisas sérias que atrapalham demais a vida.


Primeiro o que é a ansiedade?


A ansiedade é uma resposta natural do organismo frente alguma situação desagradável como o medo ou a preocupação excessiva, a ansiedade é uma emoção que ativa todo nosso sistema neuroendócrino. Com o aumento da liberação de alguns hormônios e neurotransmissores o organismo manifesta alguns sintomas físicos tais como sudorese excessiva, taquicardia, fome em excesso, irritabilidade…


A ansiedade por si só é normal a qualquer pessoa, tendo nos ajudado na evolução da espécie inclusive, o grande problema acontece quando ela se torna frequente e fora do controle, é aí que surgem os Transtornos Ansiosos, que são campeões nas queixas recebidas no consultório.


Vamos falar então um pouquinho dos mais comuns, começando pelo T.A.G ou Transtorno de Ansiedade Generalizada.


Vivemos em um mundo cheio de estímulos, nem sempre nas melhores condições possíveis. Somos rodeados por problemas e dificuldades diversas, sejam elas financeiras, familiares de saúde, trabalho, violência urbana ou políticas.


Com o tempo essas dificuldades começam a tomar conta de nossos pensamentos, mesmo quando elas não estão presentes, um exemplo é quando o indivíduo está de férias e supostamente deveria relaxar, no entanto passa todo o tempo pensando no trabalho nas contas de casa ou em problemas diversos. Nesse caso temos um quadro clássico de T.A.G.


Em muitos casos essa preocupação excessiva é totalmente desproporcional em relação ao tamanho do problema, atrapalhando o sono, os hábitos alimentares, sexuais e sociais do paciente, além de incluir sintomas físicos como taquicardia, cansaço excessivo, lapsos de memória, tensão muscular e aumento da pressão sanguínea.


É normal sentir-se estressado diante de dificuldades e problemas, porém quando esse nível de estresse atinge um momento em que atrapalha seu prazer cotidiano é hora de procurar ajuda especializada.


Transtorno de pânico


Também muito comum no consultório o transtorno de pânico é conhecido por apresentar uma crise aguda de ansiedade, também conhecida como ataque de pânico.


Tais ataques carregam a sensação de morte iminente com sintomas como palpitações, falta de ar, sudorese excessiva, tontura, síncopes, calafrios ou ondas de calor, sentimento de desrealização, paralisias de membros, formigamentos, dores no peito e medo. Em boa parte dos casos os pacientes se dirigem aos hospitais com quadro suspeito de infarto ou AVC.


O transtorno de pânico gera muito sofrimento aos pacientes, pois além do episódio em si existe o medo de uma nova ocorrência, por isso deve ser considerado como uma urgência no tratamento.


Falando em tratamento ele geralmente é composto por medicação e psicoterapia onde nós procuramos por possíveis “gatilhos” causadores do quadro e um trabalho de mudança de vida e entendimento maior dos sintomas. É também importante que o paciente faça um check up médico com o intuito de descartar totalmente qualquer possível causa cardíaca ou neurológica.


Transtorno Obsessivo-Compulsivo


Caracterizado por um quadro de preocupações excessivas, pensamentos obsessivos e comportamentos de repetição o T.O.C. pode muitas vezes passar despercebido por um longo período até que se torne um grande problema na vida das pessoas que sofrem desse mal.


As obsessões são caracterizadas por pensamentos recorrentes e intrusivos, causam desconforto e por vezes até medo, seguido por essas obsessões vêm os comportamentos compulsivos que geralmente são realizados com o intuito de “livrar-se” de algo, estando diretamente relacionado aos pensamentos obsessivos.


Muitas obsessões surgem de situações triviais como checar se a porta está fechada, o gás não está ligado, ou mesmo se a pessoa não está sendo perseguida. Nos casos graves alguns pacientes chegam a voltar de viagens para checar se realmente fecharam a porta de casa.


A obsessão por limpeza com o medo constante de germes, também é muito comum, assim como a busca por um “corpo perfeito” onde o indivíduo pode lesionar-se em exercícios físicos extremos ou mesmo ser induzido a transtornos alimentares como anorexia e bulimia.


O tratamento do T.O.C, visa controlar os pensamentos obsessivos e comportamentos compulsivos por meio do entendimento e da racionalização das situações, em casos complexos o uso de medicação é indispensável.


Transtorno de Estresse Pós Traumático


O TEPT tem como grande característica o surgimento de sintomas ansiosos ocorridos após um evento traumático ocorrido com o indivíduo, tais como ser vítima de violência, seja ela física ou psicológica, desastres ou também algum diagnóstico de doença grave. Mesmo não sendo vítima direta do ocorrido a pessoa pode desenvolver tais sintomas somente presenciando os fatos, em crianças e adolescentes mesmo obras ficcionais como filmes de terror podem desencadear o quadro.

Na fase aguda da doença é quase sempre necessário o uso de medicação ansiolítica, e no médio e longo prazo a terapia é bastante eficaz no tratamento do TEPT.


Entre os sintomas mais comuns estão as lembranças e flashbacks do momento de violência, pesadelos constantes, sensação de estar sendo vigiado ou perseguido, sintomas físicos como insônia, falta de apetite, sudorese excessiva, taquicardia e tremores além de mudanças comportamentais como como esquiva e temor de estar no local onde o fato ocorreu.


Infelizmente em um país violento como o Brasil, os casos de TEPT são extremamente comuns nas populações e causam sofrimento para as vítimas e familiares, que por vezes podem até deixar de realizar suas tarefas mais básicas do cotidiano como ir ao trabalho, ao supermercado ou mesmo se divertir e ter relacionamentos. Caso conheça quem sofra desse mal, ofereça ajuda e encaminhe a um Psiquiatra e Psicólogo.


Transtornos Fóbicos


Os transtornos fóbicos são quaisquer tipos de fobias que atrapalham o cotidiano de uma pessoa.


Podem surgir em qualquer fase da vida, devido a uma situação traumática ou mesmo sem um motivo aparente.


Entre os quadros mais comuns estão as fobias de animais (insetos, serpentes, cães, aves…) de objetos (avião, elevador, edifícios altos…) e os medos de adoecer e morrer, podem em alguns quadros apresentar medos mais genéricos tais como localidades (medo de viajar a determinada cidade ou visitar algum bairro), religiosos (diabos, “trabalhos”, “feitiçarias” ou mesmo Deuses) e também fobias de pessoas ou profissionais (médicos, dentistas…).


Os Transtornos Fóbicos são tratados especialmente com a terapia de exposição onde o indivíduo é exposto de uma forma gradual, lenta e segura ao objeto do medo, em casos específicos o uso da medicação é necessária como auxiliar.


Toda fobia que atrapalha seu cotidiano precisa ser tratada, não hesite ou tenha vergonha nenhuma em procurar ajuda especializada.


Transtornos Somatoformes


Os Transtornos Somatoformes ou Somatização são um conjunto de sintomas apresentados pelo indivíduo sem que exista uma causa orgânica para tais sintomas, como exemplo uma dor na perna em que nenhuma lesão ou causa física é verificada por meio de exames.


Grandes desafios para a Medicina e Psicologia os Transtornos Somatoformes podem surgir após situações traumáticas como uma complicação do TEPT, por conta de fobias ou mesmo não terem uma explicação óbvia e definida.


O processo terapêutico deve ser iniciado após a exclusão total de possibilidades reais de doenças orgânicas, nesse caso o terapeuta irá trabalhar junto ao paciente no intuito de entender de onde possa surgir a causa para o sintomas apresentados.


Escrito por Luciano Arruda, Psicólogo e fundador do Fluidez Mental, seu contato é: luciano@fluidezmental.com.br ou caso queira conhecer sobre a terapia: consulta@lucianoarrudapsicologo.com.br


8 visualizações
 

Formulário de Inscrição

©2020 por Fluidez Mental (Onde o pensamento é livre). Orgulhosamente criado com Wix.com